Custo de estoque: o que é e como calcular?

Venha descobrir neste post sobre todos os detalhes do custo de estoque!


Você já ouviu falar sobre o custo de estoque? Se sua resposta foi “não”, então saiba que pode estar perdendo uma grande vantagem competitiva! Afinal de contas, se bem elaborado, é possível se tornar uma empresa mais responsável em relação a sua gestão de estoque, e dessa maneira, ter sucesso pelo posicionamento da sua marca no mercado. É o que aconteceu com a Amazon, por exemplo, que sempre prezou pelo seu custo de estoque. Ou seja, conhecer com detalhes sobre o custo de estoque pode trazer uma série de benefícios e vantagens para as finanças do seu negócio. Mas, afinal, o que é o custo de estoque e como eu posso calculá-lo? Se você possui dúvidas sobre esse conceito e quer saber como otimizar os seus produtos em estoque e diminuir os custos, então chegou ao local certo. Nas próximas linhas, nós preparamos um conteúdo exclusivo para te explicar com mais detalhes sobre o custo de estoque e como calculá-lo de forma eficiente. Quer saber mais sobre tudo isso? Então não deixe de nos acompanhar neste post! Vamos lá?

O que é custo de estoque? Basicamente, o custo de estoque pode ser entendido como um cálculo que envolve diversos custos. Ele é realizado por meio da seguinte fórmula CMV, que significa Custo de Mercadoria Vendida. Para calculá-lo, uma empresa precisa classificar todos custos envolvidos, como:

  • Custo de processamento;

  • Custo de armazenagem dos produtos e insumos

  • Custo de falta;

  • Custo de carregamento de estoque; entre outros;

Dessa maneira, com o levantamento de todos os custos, e empresa pode melhorar as vantagens competitivas para que a mesma tenha destaque frente a outros concorrentes do seu setor. Todas essas variáveis impactam, posteriormente, na margem de lucro do negócio. Por essa razão, o custo de estoque é um processo essencial e que deve ser feito por todos os gestores, sejam eles donos de comércios, restaurantes, entre outros.

Como calcular o custo de estoque? Para calcular os custo total de estoque, é necessário realizar uma soma simples entre três variáveis:

  • O custo dos pedidos: refere-se a todos os custos envolvidos nas ordens.

  • O custo dos ajustes: quando a empresa que estamos analisando tem um ambiente de produção, é adicionado os custos dos ajustes.

  • O custo de manutenção do estoque: se trata de custos como gastos de capital, espaço e riscos existentes.

Ao organizar a forma, ela ficará da seguinte maneira: Custo Total de Estoque = Custo do pedido + Custo Total de Ajuste + Custo de Estocagem. Ao realizar esse cálculo, uma empresa poderá ter mais precisão ao saber como está o seu gerenciamento logístico. Com ele, é possível ter mais facilidade nos processos de gerenciamento de estoque, além de otimizar as atividades. Agora que você já sabe o que é o custo de estoque e como calculá-lo, o que acha de apostar nesse cálculo e ter sucesso?


ENTRE EM CONTATO, PODEMOS LHE AJUDAR COM ISSO.



FONTE: CONTABEIS


4 visualizações0 comentário