top of page
  • Foto do escritorJose Junior

Pix 2023: novas regras da ferramenta já estão vigentes, confira o que muda para o usuário

Fique por dentro das principais novidades da ferramenta que se consagrou como principal forma de pagamento em 2022.

O Pix, sistema de transferências instantâneas do Banco Central (BC), se consolidou como a principal forma de pagamento em 2022 no Brasil e neste ano terá novas regras para utilização.

A ferramenta entra em 2023 com uma série de mudanças para o consumidor se adaptar e que já estão valendo desde esta segunda-feira (2).

Entre as principais novidades está o fim do limite individual por transação, a personalização do horário noturno e a ampliação dos valores das modalidades Pix Saque e Pix Troco.

De acordo com a autarquia, responsável pelo Pix, as novas regras proporcionam mais segurança e flexibilidade ao mecanismo de pagamento, que bateu recorde de 104,1 milhões de transações por dia com o pagamento da segunda parcela do décimo terceiro, em 20 de dezembro do ano passado.

Ainda segundo o BC, as alterações foram propostas devido à falta de efetividade de algumas regras, que de alguma forma conseguiam ser contornadas pelos consumidores.


Confira as principais mudanças para o Pix em 2023


Fim do limite individual por transferência: a partir desta segunda-feira (2) acaba o limite por transação do Pix, ou seja, o cliente poderá transferir de uma só vez o limite total diário por período (diurno ou noturno). Ainda assim deverá ser respeitado o limite diário estipulado.

Limite noturno: com a alteração, o usuário não precisa mais se submeter a regra das 20h às 06h que limitava o valor de transações à noite e poderá flexibilizar o horário, começando às 22h em vez das 20h.

Pix Saque e Troco: a modalidade teve seus limites ampliados. A partir de agora, será possível sacar ou receber como troco até R$ 3 mil no período diurno e R$ 1 mil no período noturno, contra o limite anterior de R$ 500 e R$ 100.

Contas de Pessoas Jurídicas: o BC acabou com o limite para transferências a contas empresariais utilizando o Pix.

Compras com Pix: as operações com Pix com finalidade de compra passam a ter as mesmas regras aos da Transferência Eletrônica Disponível (TED).

Acerto de aposentadorias e pensões: o Tesouro Nacional poderá fazer o pagamento das aposentadorias, pensões e salários aos servidores públicos por meio de conta-salário associada ao Pix.

Correspondentes bancários: foi facilitado o recebimento de recursos por correspondentes bancários pelo Pix, sendo que o correspondente poderá abrir uma conta sem seu nome para movimentação de valores de prestações de serviços, utilizada apenas para os recebíveis de recursos.



4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page